22 de Agosto de 2016

Da Cultura de Violência para a Cultura de Paz – transformando o espírito humano

Segurança humana é o grande foco desta mostra que inicia sua trajetória no Brasil

Evento de abertura da exposição na Biblioteca Parque Estadual

O embaixador Sergio Duarte aprecia a exposição

Público presente aprecia atentamente os paineis

Curiosidade e surpresa marcam as impressões dos espectadores

Com apenas 6% do que é gasto em armamentos no mundo seria possível suprir toda a população do planeta com as necessidades básicas de um ser humano. Este dado e muitos outros mais são mostrados nesta exposição documentário internacional gratuita, em exibição na Biblioteca Parque Estadual, até dia 3 de setembro. A produção é da Soka Gakkai Internacional – SGI – e a realização desta edição é fruto da parceria entre o Governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio de sua Secretaria de Cultura; da Associação Brasil SGI – BSGI – e da Biblioteca Parque Estadual.


Em um mundo cada dia mais interdependente, as questões mais prementes à segurança humana devem e precisam ser compartilhadas. Foi com esse objetivo que a SGI desenvolveu esta exposição. Da Cultura de Violência para a Cultura de Paz – Transformando o espírito humano tem como foco a promoção de um sentimento comum: a partir do caos da violência, encontrar o caminho para uma paz perene. A cidade estadunidense de Nova York recebeu a primeira edição em 2007 e, desde então, já percorreu 250 cidades em todo o mundo.


Ao todo são 38 paineis – dois destes foram produzidos especialmente para a edição brasileira – que apresentam na prática, em fatos e números, os meios para atingir a paz real.


Presente à cerimônia de abertura, o ex-alto comissário e atual embaixador das Nações Unidas, Sérgio Queiroz Duarte, enfatizou em seu pronunciamento as palavras de Bertrand Russel e Albert Einstein, em 1955, no Manifesto em favor da paz e do desarmamento: “lembremo-nos de nossa humanidade e esqueçamos o resto”. Ou seja, se nos focarmos nas questões que dignifiquem o ser humano, nada mais importa.


Ou como destaca um dos paineis em que figuram as palavras de Mahbud Ul Haq, economista paquistanês célebre por integrar o grupo criador do IDH – Índice de Desenvolvimento Humano: “em última análise, a segurança humana é uma criança que não morreu, uma doença que não se disseminou, um emprego não perdido, uma tensão étnica que não culminou em violência, um dissidente que não foi silenciado. A segurança humana não é uma preocupação com as armas – é preocupar-se com a vida humana e com a dignidade.”


Durante o período de exibição serão exibidos filmes que contém importantes mensagens acerca do tema da exposição:



Promotor da Paz


Esta mostra foi idealizada para comemorar o 50º aniversário da Declaração de apelo à abolição de armas nucleares proferida em 8 de setembro de 1957 por Josei Toda e em resposta ao chamamento do dr. Daisaku Ikeda atual presidente da SGI pelo estabelecimento da Década de Ações pela Abolição das Armas Nucleares apresentado às Nações Unidas em agosto de 2006.


Daisaku Ikeda é o símbolo vivo da paz. Sua vida é a prova real de que não há limites para as realizações humanas quando elas são motivadas por um grande ideal e juramento. Ikeda comprova, dia após dia, que a luta pela paz duradoura não é um mero idealismo utópico.


Pacifista, filósofo, poeta laureado e escritor com obras traduzidas para mais de vinte idiomas, é sócio correspondente da Academia Brasileira de Letras (ABL) desde 1993.


Fundou várias instituições educacionais e culturais e é atualmente presidente da Soka Gakkai Internacional (SGI), organização não governamental das Nações Unidas que promove ações alicerçadas na filosofia humanista do Budismo Nichiren. Para contribuir com as Nações Unidas, Daisaku Ikeda apresenta anualmente sua proposta de paz.


 


Serviço:


Exposição: Da Cultura de Violência para a Cultura de Paz – transformando o espírito humano


De 26 de julho a 3 de setembro de 2016 – de terça a sábado das 11 às 19 horas


Espaço Mundo da Biblioteca Parque Estadual – Avenida Presidente Vargas 1261 – Centro – Rio de Janeiro


 

Voltar para o topo

Outras notícias

Maio de 2017

Abril de 2017

Março de 2017

Fevereiro de 2017

Dezembro de 2016

Mais notícias

Notícias + lidas

Sede Central da BSGI
Rua Tamandaré, 1007
Liberdade - São Paulo - SP
Brasil
CEP: 01525-001
Telefone
+55 11 3274-1800

Informações
informacoes@bsgi.org.br

Relações Públicas
rp@bsgi.org.br
Informações Gerais
Contatos
Newsletter

Redes Sociais
Facebook
YouTube
Instagram
Twitter
Sites Relacionados
Soka Gakkai Internacional
Daisaku Ikeda
Josei Toda
Tsunesaburo Makiguchi
Cultura de Paz
Editora Brasil Seikyo
CEPEAM
SGI Quarterly
Escola Soka do Brasil
Extranet BSGI